segunda-feira, 9 de julho de 2018

O MAL NÃO DESCANSA

por Delmo Fonseca |
“... os filhos deste mundo são mais sagazes para com a sua geração do que os filhos da luz” -  Lc 16.8.
Por que os bons se cansam de fazer o bem e os maus nunca se cansam de fazer o mal? Jesus afirma que os filhos deste mundo são mais astutos do que os filhos da luz. Os maus amam este mundo porque estão enraizados nele, plantados e regados para dar frutos maus. E os maus não temem ao Senhor porque não acreditam na existência de um único Deus. E por não acreditarem em sua existência desprezam seu juízo. Por não crerem no único Deus, sentem-se à vontade para seguir outros “deuses”, principalmente o próprio “eu”: corrompem e se deixam corromper, matam, roubam, mentem, enganam o tempo todo, querem levar vantagem em tudo. Não há trégua, não há pausa para o mal, ou seja, não há descanso.
“Sabemos que somos de Deus, e que o mundo todo jaz sob o Maligno” (1Jo 5.19). Para os que procuram manter distância do mal, é preciso lembrar que nosso Pai Celestial “nos libertou do império das trevas, e nos transportou para o reino do seu Filho amado.” (Cl 1:13).  O Filho “se entregou a Si mesmo pelos nossos pecados, para nos desarraigar deste mundo mau, segundo a vontade de nosso Deus e Pai” (Gl 1.4). Cristo arrancou pela raiz todo vínculo que tínhamos com o mundo, dando-nos o status de cidadãos dos céus (Fp 3.20). 
“Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele” (1Jo 2.15). Amar o mundo, nesse caso, difere de apreciar a beleza da criação ou admirar o cosmos e sua diversidade natural; mas se moldar aos pensamentos, ensinamentos e ações típicas de quem ignora a Palavra de Deus. Há muitos que mesmo acreditando em Deus seguem amando o mundo, pois se deixam moldar por ideologias e doutrinas estranhas em vez de abraçar o evangelho da cruz. Por se deixarem moldar pelo mundo, tornam-se refratários a qualquer lampejo do Céu, tornam-se adaptados às sombras.  E quanto aos que seguem crendo na Luz? "Não vos canseis de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido".
Soli Dei Gloria!

Nenhum comentário:

Postar um comentário